Novo marco do saneamento deve estimular privatizações e concessões no setor

 

A privatização da Corsan, na carona da aprovação do novo marco legal do saneamento no Congresso, é um movimento que deverá ser replicado por outras empresas públicas responsáveis por operar serviços de água e esgoto no Brasil. Especialistas acreditam que movimento realizado pela companhia gaúcha deverá ser replicado por outras empresas públicas da área no país.

Leia os comentários do sócio de Souto Correa, Luiz Gustavo Kaercher Loureiro, sobre o tema, aqui.